Dicas de saúde

3 dicas de como evitar a obesidade infantil

A obesidade infantil ocorre quando a criança pesa mais do que o recomendado para a sua altura e idade. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), existem cerca de 41 milhões de crianças menores que 5 anos com obesidade ou sobrepeso. A condição está relacionada a fatores biológicos, exercícios físicos e alimentação, podendo causar problemas de saúde, emocionais e sociais. Por isso, é fundamental saber como evitar a obesidade infantil.

Essa condição se desenvolve mais facilmente em decorrência do organismo que ainda está em formação. Assim, um trabalho focado na prevenção desde os primeiros anos de vida é muito importante para proporcionar benefícios futuros.

Neste post, vamos mostrar as principais causas e como evitar a obesidade infantil. Confira!

Quais são as causas da obesidade infantil?

Falta de atividade física

Crianças que não praticam muitas atividades físicas são mais propensas a desenvolver a obesidade pois não queimam tantas calorias. Por isso, é importante incentivar o hábito de praticar exercícios físicos pelo menos 3 vezes na semana, seja por meio de esportes, como natação, vôlei ou dança, seja por meio de caminhadas ou corridas.

Má alimentação

A ingestão regular de alimentos calóricos e com muita quantidade de sódio, como refrigerantes, frituras, doces, fast-food e salgados pode aumentar o risco de ganho de peso. Esses alimentos apresentam um baixo teor nutricional e são feitos levando em consideração mecanismos neurobiológicos que podem levar à dependência alimentar.

Assim, ao consumir essas comidas em excesso, ocorre uma superestimulação do neurotransmissor dopamina, que é relacionado ao prazer.

Fatores psicológicos

Crianças com problemas emocionais, como estresse e ansiedade, podem sofrer com o aumento do peso. Isso acontece porque muitas delas comem mais do que o necessário para lidar com as emoções e os problemas.


Sabendo das maiores causas da obesidade infantil, veja sugestões para evitar algumas delas.

1. Incentive a alimentação saudável

É muito importante que os pais ofereçam opções de alimentos que sejam saudáveis e saborosos. Uma alimentação baseada em legumes, verduras, frutas, grãos e poucos alimentos processados (que são ricos em açúcares e sódio) é muito benéfica para a saúde.

Logo, sempre que possível, substitua os alimentos calóricos por outros mais saudáveis. Você pode oferecer suco de frutas naturais ou água de coco em vez de refrigerante. Outra boa escolha é preparar um bolo caseiro e servir no lugar dos industrializados.

2. Estimule a prática de atividades físicas

É comum as crianças não gostarem de fazer exercícios físicos. Logo, uma maneira de encontrar novas atividades é levá-las a academias ou clubes que proporcionem aulas diversificadas, como dança, natação, futebol e escalada.

Outra opção é levar a criança para fazer uma caminhada no parque para observar os animais ou colher folhas.

3. Não obrigue a criança a comer toda a refeição

É importante não obrigar a criança a comer toda a refeição caso ela não queira, pois, do contrário, ela não saberá distinguir quando está saciada ou não. Outro problema é que ela comerá além da conta somente para ter o reconhecimento dos pais, e não porque está com fome. Isso pode causar problemas alimentares e sobrepeso.

Como vimos, para evitar a obesidade infantil, é muito importante incentivar hábitos saudáveis desde cedo. Por isso, leve a criança para praticar esportes, ofereça bons alimentos e agende visitas de acompanhamento para o seu filho. Além disso, lembre-se de dar o bom exemplo e certifique-se de praticar os mesmos hábitos que a criança.

Fonte: https://vivamais.cemigsaude.org.br/como-evitar-a-obesidade-infantil/

Galeria

Unidades

Gustavo Maciel

Gustavo Maciel

Acesse todas as informações

Ver mais
Unidade Agudos

Unidade Agudos

Acesse todas as informações

Ver mais
Antônio Alves

Antônio Alves

Acesse todas as informações

Ver mais
Pederneiras

Pederneiras

Acesse todas as informações

Ver mais

Redes sociais

^
Topo